14/05/13

2.º Painel – A apanha de trabalho


A apanha do trabalho, fazia-se na Praça (actual Largo 29 de Agosto). Grupo de mulheres e homens e por vezes crianças, esperavam pelos capatazes dos grandes proprietários, que apresentavam as condições de trabalho, em que os primeiros, ofereciam a sua força de trabalho, e os segundos pagavam-lhes o salário ou jorna. Trata-se de um sistema com algumas reminiscências do feudalismo medieval.


                                   A praça e a apanha do trabalho

Muitos não concordavam com o preço, mas a falta de trabalho obrigava-os a deixarem a Glória e a partir para os campos para trabalhar do nascer ao pôr-do-sol.
A celebração deste contrato de trabalho era feita de forma verbal e selava-se com uma molhadura, para os homens vinho e para as mulheres linhas de várias cores para bordarem.



                             Homens nas "molhaduras", junto de antigas tabernas

Sem comentários: